Seja para criar uma linha exclusiva de roupas ou para prestar serviços como de consertos de calças jeans. O fato é que estar regularizada pode dar muitas vantagens a profissional, como a emissão de notas fiscais. Assim, o MEI para costureira é uma alternativa atual de formalização.

A costureira pode ser MEI porque as atividades que ela faz estão descritas e são permitidas dentro das normas desse tipo de empresa. No entanto, é importante lembrar que há algumas regras que precisam ser seguidas, como o faturamento máximo, entre outras.

Quais as regras para ser MEI

De modo simples, considere que o faturamento máximo fica em R$ 81 mil. Ou seja, se a costureira começar a vender muito e for passar desse valor no ano, o ideal é migrar para outra categoria, com a de ME ou EIRELI, por exemplo.

Fora o faturamento máximo, considere que para se tornar uma MEI, a profissional não pode ter outras empresas no nome, nem mesmo como sócia. E, por fim, considere que só se pode ter um único funcionário registrado e com salário de no máximo 1 salário mínimo.

Como abrir MEI para costureira

Sabendo dessas informações, o próximo passo é descobrir como se tornar uma MEI da costura, não é verdade? Até mesmo porque já comentamos em artigo anterior que essa formalização é um dos primeiros passos para abrir uma oficina de costuma em casa – relembre a matéria.

1 – O Portal do Empreendedor

O primeiro passo é acessar o Portal do Empreendedor e ir até a opção de “formalização”. Lá você será enviado para novas páginas, mas tudo é intuitivo. Assim sendo, basta digitar o CPF e a data de nascimento para prosseguir. Se você nunca fez antes, basta ir em “nova inscrição”.

2 – O cadastro de MEI

A partir disso, você começa a criar um cadastro de MEI, o que quer dizer que tem que informar a Portal sobre os seus dados pessoais. Isso envolve desde o nome fantasia da sua empresa até mesmo o capital social, que é o que você tem para investir nela hoje.

3 – As atividades da costureira

Um próximo passo é preencher as atividades que a costureira vai prestar. Esse campo é bastante variável, já que de tempos em tempos há uma mudança nos novos das funções e atividades. De todo modo, dá para escolher até 15 atividades entre tantas opções.

4 – Os comprovantes dos dados

Nas próximas etapas, você precisará se dedicar a enviar os seus comprovantes, como dados de endereço ou até mesmo uma declaração que pode ser solicitada. Por fim, você tem que conferir tudo o que escreveu para finalizar o cadastro no Portal.

5 – O Certificado de MEI

Após isso, em questão de segundos, você terá o seu Certificado de MEI. É bastante importante guardar esse documento que poderá ser muito útil em determinadas ocasiões, como na hora de pagar o documento mensal do governo, solicitar os auxílios ou emitir notas.

Esses são os passos para fazer o MEI para costureira.

O pagamento mensal do MEI

E não podemos terminar o texto sem mencionar que todo MEI, independente da categoria ou da atividade, tem a obrigação de pagar o DAS – Documento de Arrecadação Mensal. Ele tem um valor que parte de R$ 60 e isso varia conforme a prestação de serviços ou vendas.

De todo modo, o pagamento é mensal e tem que ser feito para que o MEI esteja mesmo regularizado. Em caso contrário, ele pode ter multas e até sujar o nome. Além de perder os direitos do MEI, que é o da aposentadoria, do auxílio doença, do auxílio maternidade.

Curiosamente, saiba que o MEI para costureira também permite uma melhor organização das finanças, tanto na hora de fazer a declaração anual dos rendimentos como na hora de declarar o Imposto de Renda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abrir chat
1
Precisa de ajuda?
Olá,
Podemos te ajudar?
https://www.costuramoderna.com.br/mei-para-costureira
MEI para costureira – saiba como abrir MEI em apenas 5 passos