Produto adicionado ao seu carrinho

Produto removido!

O bordado à mão tem sido um ótimo hobby para quem quer passar o tempo livre ou simplesmente manusear a arte de atividades manuais. Por outro lado, considerado os tipos de pontos de bordado a máquina, a gente vê a possibilidade de um negócio rentável.

Isso porque no bordado manual a gente não consegue produzir em larga escala. Sem contar que estamos sujeitos a erros, o que é comum. Já no maquinário, além da padronização do bordado, dá para fazer muito mais. Veja mais dessa diferença.

A diferença do bordado à mão e à máquina

Existem vários tipos de bordados que podem ser feitos hoje em dia. As técnicas podem ser usadas na máquina ou feitas à mão. Uma é mais artesanal e a outra é mais personalizada.

Além disso, as máquinas permitem pontos mais precisos e fixos. Porém, é preciso saber manusear ela para se criar diferentes padrões.

No bordado à mão, a gente tem técnicas como do bordado livre (ou bordado contemporâneo), o ponto cruz, o ponto russo e o vagonite. Mas, e na máquina, quais os tipos de pontos mais comuns? A gente listou 4 deles. Veja!

1 - O pesponto

O mais conhecido dos tipos de pontos de bordado a máquina é o pesponto. Ele é bem comum e conhecido na costura. Estamos falando de um ponto sequencial, que no bordado pode fixar o tecido com a entretela para que não encolha.

O ponto é sempre feito no sentido contrário ao preenchimento do bordado ou à 45 graus. Já a extensão tem a ver com a proposta que é dada no início do projeto. A boa notícia é que dá para aumentar o número de passadas de linha, sendo para 3 pontos (pesponto triplo).

2 - O ponto cheio reto

O próximo ponto que dá para usar na máquina de bordado é o ponto cheio reto. Ele é mais comum de ser usado no preenchimento de áreas estreitas, como nas letras.

Assim, os pontos possuem fixação nas bordas, em um ângulo de 90 graus e forma uma linha reta e outra inclinada em relação a próxima borda do ponto.

3 - O ponto em zig-zag

É muito parecido com o ponto reto que falamos acima. No entanto, há uma diferença que importa muito: todas as linhas de preenchimentos são inclinadas e não formam o ângulo de 90 graus.

Portanto, é um dos tipos de pontos de bordado a máquina que pode ser usado no preenchimento da área no bordado, conforme a angulação do ponto.

4 - O tatâmi ou matizado

Por último, sendo que é o mais comum em preenchimentos para completar áreas maiores e com mais largura, nós temos o tatâmi. Ele pode ser em vários estilos de pontos e compõem diferentes efeitos. Mas, a dica é suar em bordados acima de 8 mm.

A ideia é a possibilidade de ir combinando cores, entre uma e outra ou simplesmente pensar em um degradê.

Onde comprar máquina de bordar

Na internet dá para encontrar vários tipos de sites e máquinas de bordar a venda. Assim, o ideal é que se conheça as características delas, já que isso pode dizer muito sobre a facilidade ou qualidade do bordado.

Um bom exemplo atualmente é a máquina de bordar com 6 cabeças e 12 agulhas. Ela é ótima para a prestação de serviços para grandes companhias que solicitam o bordado em uniformes, por exemplo. O corte da linha é automático, assim como a troca de cor.

Ela tem leitor USB, memória de 1 milhão de pontos, aplicadores de lantejoula e muito mais. E o mais bacana é que quem quer investir em uma máquina dessa, mas não tem todo o dinheiro inicial, existe a possibilidade de financiar a compra pelo BNDES.

Tecnologia
iSET - Plataforma de E-commerce para criar loja virtual
Plataforma de E-commerce para criar loja virtual